quarta-feira, 2 de setembro de 2009

COMÊNIO



"Deve-se começar a formação muito cedo, pois não se deve passar a vida a aprender, mas a fazer".
"Age idiotamente aquele que pretende ensinar aos alunos não quanto ele podem aprender, mas quanto ele próprio deseja".
"Quanto maior é o número de problemas em que pensamos, maior é o perigo de nçao compreender nenhum".
(Johann Amos Comenius - 1592/1670)
Conforme Johannes Doll em "Metodologia do Ensino em Foco: Práticas e Reflexões", quem lê a Didática Magna vai se confrontar com muito aspectos religiosos. Concordo, pois ao lê-la, percebi o lado espiritualista de Comênio. Diria que ele seria Kardecista, não fosse o fato de ter vivido bem antes de Allan Kardec. Será que posso ousar propor o contrário? Kardec ter se inspirado, também, nas idéias de Comênio?
Comênio foi o criador da Didática Moderna e um dos maiores educadores do século XVII. Ele concebeu uma teoria humanista e espiritualista da formação do homem que resultou em propostas pedagógicas. Entre essas idéias estava:
- O respeito ao estágio de desenvolvimento da criança no processo de aprendizagem. Aqui pode-se fazer uma comparação com os estágios de desenvolvimento de Piaget, os quais são respeitados no cotidiano escolar, pois casa uma dessas fases é caracterizada por formas diferentes de organização mental que possibilitam as diferentes maneiras da criança relacionar-se com a realidade e a aprendizagem da mesma.
- A construção do conhecimento através da experiência, da observação e da ação. Os Projetos de Aprendizagem provam que Comênio estava certo.
- Uma educação sem punição, mas com diálogo,exemplo e ambiente adequado. Graça a Deus que o uso da palmatória, os puxões de orelha e a caixinha de milho foram abolidos da sala de aula.
Comênio pregava ainda a necessidade da interdisciplinariedade, da afetividade do educador e de um ambiente escolar bonito, com espaço livre e arejado. Ainda: coerência de propóitos educacionais entre família e escola, desenvolvimnto do raciocínio lógico e do espírito científico e a formação do homem religioso, social, político, racional, afetivo e moral.
A arte de ensinar é sublime pois destina-se a formar o homem, é uma ação do professor no aluno, tornand0-0 diferente do que era antes. Com este objetivo, Comênio defendia um método de ensinar, que deveria seguir os seguintes momentos:
- Tudo o que se deve saber deve ser ensinado.
- Qualquer coisa que se ensine deverá ser ensinada em sua aplicação prática, no seu uso definido.
- Deve ensinar-se de maneora direta e clara.
- Ensinar a verdadeira natureza das coisas, partindo de suas causas.
- Explicar primeiro os princípios gerais.
- Ensinar as coisas em seu devido tempo.
- Não abandonar nenhum assunto até sua perfeita compreensão.
- Dar a devida importância às diferenças que existem entre as coisas.
Depois de toda esta aprendizagem, não há como negar que Comênio foi, ainda é, o maior didata de todos os tempos e deve-se levar em consideração a época em viveu, as limitações de recursos físicos e de idéias das pessoas que o rodeavam.
Fontes:
Textos:
"Vida e Obra de Comênio".
"Didáctica Magna - Tratado da Arte Universal de Ensinar Tudo a Todos".
"Metodologia de Ensino em Foco: Práticas e Reflexões"

Um comentário:

Simone disse...

Oi Suzan, nessa tua postagem falas sobre Comênio e sua proposta educativa. Comentas sobre os princípios que ele propõe. Como percebes esses princípios na educação atual? Segues algum deles em sala de aula? Como utilizas? Abração, Sibicca